domingo, 6 de maio de 2012

O rio Paquequer...


A história do livro o guarani se passa na primeira metade do século XVII, mais precisamente em 1604 e ocorre na serra que separa o litoral e o interior do Rio de Janeiro, próximo ao rio Paquequer, um afluente do rio Paraíba. José de Alencar retrata a floresta tropical, deslumbrante e também perigosa para aqueles que não fazem parte dela. A narrativa se inicia e termina tendo como cenário o rio Paquequer.
A partir do momento que Peri salvou Ceci de uma avalanche de pedras, Peri passou a freqüentar a casa de D. Antônio de Mariz, que se localizada às margens do rio Paquequer, edificada como verdadeiro castelo medieval.
Ao final da história, Peri, a pedido do pai de Cecília, se tornou um cristão e D. Antônio concordou com na fuga dos dois apaixonados, os únicos que se salvaram do ataque da tribo aimorés, através do rio Paquequer, onde os dois navegaram em um troco de uma árvore.
O rio Paquequer foi principal o cenário desse romance indianista, por isso achamos importante dar uma ênfase para esse local.

                                                      Rio Paquequer, Rio de Janeiro

2 comentários:

  1. rio belíssimo e bucólico,quase um paraíso,como era provavelmente nossa terra antes dos europeus a ocuparem

    ResponderExcluir
  2. rio belíssimo e bucólico,quase um paraíso,como era provavelmente nossa terra antes dos europeus a ocuparem

    ResponderExcluir